quarta-feira, março 25, 2009

O que se pode dizer...

Seriam umas quatro e meia da tarde quando na agência vimos na sic noticias a noticia sobre um assassinato em Oeiras. Aparentemente um homem de 61 anos teria acabado de ser assassinado durante uma tentativa de assalto à agência de correios de Oeiras. Rapidamente confirmamos a história e eu mais o meu colega da escrita Alex Almeida pedimos o motorista e fomos até ao local, as informações ainda não eram muitas e foi um pouco difícil dar com o local pois não eram os Correios de Oeiras mas uma sucursal na Nova Oeiras perto das Palmeiras num bairro muito recatado e aparentemente muito calmo.
Quando chegamos ao local o cenário foi algo chocante. O homem ainda estava caído no local tapado por um plástico azul, muito ensanguentado à volta, a policia tinha montado um perímetro em volta do corpo e do local do crime mas não nos estava a impedir de fotografar o crime. Não é algo que goste de fotografar mas é noticia. Infelizmente é noticia a violência em Portugal, quanto mais com estes contornos. Este senhor de 61 anos apenas tinha ido colocar uma carta aos correios quando ao sair da dependência foi confundido com um policia pois trazia roupas azuis e o telemóvel no cinto o que poderia ser uma arma aos olhos dos assaltantes. Estes que se preparavam para assaltar os correios não hesitaram, encostaram a arma à barriga do homem e dispararam, sem dó nem piedade. Depois fugiram, deles apenas se sabe que estavam encapuçados e que seriam jovens.
O que se pode dizer? Que mal fez este homem para morrer assim? Como reagirá a família deste senhor depois desta morte brutal? Será que alguma vez serão apanhados os criminosos? Muitas perguntas ficam no ar mas nenhuma resposta há...
Deixando aqui a minha opinião sobre tudo isto acho que a justiça em Portugal é muito branda e lenta, que deveria dar o exemplo nas condenações e não em soltar criminosos horas depois de estes serem apanhados em flagrante como em tantos casos acontece. Há um sentimento de impunidade generalizado e que a polícia pouco ou nada pode fazer nestes casos, pois não passa pelo combate mas sim pela prevenção.
Muito havia a dizer mas até enjoado me sinto com tudo isto.
Em termos fotográficos ficam fotos de alguma violência não aconselháveis aos mais sensíveis.



1 comentário:

Costinhas disse...

Infelizmente - pelo que é - não podia estar mais de acordo contigo.

O nosso país está a deixar de ser de brandos costumes, naquilo que justamente não devia.

Cumprimentos!

[Sandra da ModaLx]